Trump pede devolução de documentos apreendidos pelo FBI em seu resort

Trump emitiu um comunicado negando manter documentos confidenciais em sua residência

www.brasil247.com - O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, deixa a Trump Tower para um depoimento dois dias depois que agentes do FBI invadiram sua casa em Mar-a-Lago Palm Beach, em Nova York, EUA, em 10 de agosto de 2022
O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, deixa a Trump Tower para um depoimento dois dias depois que agentes do FBI invadiram sua casa em Mar-a-Lago Palm Beach, em Nova York, EUA, em 10 de agosto de 2022 (Foto: REUTERS/David ‘Dee’ Delgado/File Photo)

Sputnik – O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, exigiu que alguns dos documentos apreendidos pelo FBI em seu resort em Mar-a-Lago sejam devolvidos imediatamente.

No sábado (13), a Fox News informou que o FBI supostamente confiscou alguns documentos durante a operação em Mar-a-Lago que estavam protegidos sob o privilégio entre advogado-cliente e potencialmente privilégio executivo.

O New York Times publicou no sábado (13), citando pessoas familiarizadas com materiais relevantes, que o advogado de Trump fez uma declaração por escrito em junho dizendo que o ex-presidente havia devolvido todos os documentos confidenciais de sua residência em Mar-a-Lago, na Flórida, ao governo dos EUA..

O FBI fez uma busca na residência de Trump na Flórida em 8 de agosto, supostamente como parte de uma investigação sobre possíveis violações da Lei de Espionagem.

Investigadores federais levaram 11 conjuntos de documentos, alguns dos quais foram rotulados como “Top Secret”, da residência, de acordo com um mandado de busca tornado público na sexta-feira (12).

Trump emitiu um comunicado na sexta-feira (12) negando que ele mantinha documentos confidenciais em sua residência e enfatizou que todos os materiais foram desclassificados e armazenados com segurança.

O ex-líder dos EUA condenou repetidamente a operação, dizendo que o sistema de justiça dos EUA estava sendo usado como arma contra ele e que o governo poderia simplesmente ter pedido os documentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.