A versão da deputada sobre o aeroporto de Araripina

Nota oficial

Atendendo solicitação da família de Espedito Arraes, que doou o terreno para a construção do Aeroporto de Araripina, enviei um PLO que denominava o referido aeroporto de Espedito Granja Arraes.

Porém, já existiam duas leis aprovadas que denominavam o mesmo bem público, uma datada do ano de 1996 e outra do ano de 2013, a primeira denominava o aeroporto de Antônio Batista de Souza e a segunda, de Mairson Rodrigues Bezerra.

Para efeitos legais apenas a primeira tem vigor, a segunda, pela existência da primeira, é inconstitucional, ou seja, o aeroporto leva o nome de Antonio Batista de Souza, pai do ex-deputado Valdeir Batista.

Entendendo a situação e buscando sanar o problema, pedi a retirada de pauta do projeto de sua autoria, e, sabendo da importância em registrar o nome de Mairson Rodrigues Bezerra naquele bem, especialmente pela sua história de vida, enquanto piloto, pretende tornar legal essa denominação.

Considerando que hoje, existem duas leis com denominação para o mesmo bem, pretendo elaborar um novo projeto que venha a regularizar essa denominação, atendendo tanto a família do doador do terreno, quanto a do piloto Mairson.

Esclareço, ainda, que jamais busquei legislar em causa própria, o fato ocorrido é situação corriqueira nas casas legislativas, sanáveis a partir do uso do bom senso.

Sempre pautei meu trabalho no compromisso com o povo e, especialmente, no respeito às famílias, jamais teve intenção de prejudicar ou desmerecer os nomes escolhidos para denominação do aeroporto de Araripina, especialmente uma família na qual tem profundo respeito, admiração e amizade.

Por fim, lamento que esse fato tenha sido usado como plataforma política pelo prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, que não aceita a chegada de obras, através de mim. O que realmente está em jogo é a luta pelo desenvolvimento e pela viabilização do Aeroporto Regional, que está sendo uma busca incansável. Destinei R$ 500.000,00 em emenda para esse fim, enquanto o atual prefeito como deputado e a ex-deputada Socorro Pimentel, foram inertes, pois além de homenagens justas como essas, deveriam ter trazido obras estruturadoras, perdendo seu mandato e da esposa pela sua incompetência, ineficiência e arrogância.

Deputada estadual Roberta Arraes (PP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *