Bolsonarista arrependida, Maitê Proença defende Juliana Paes: “Tempos implacáveis”; veja vídeo

Maitê defendeu Juliana Paes que disse que não é “bolsominion, como adoram acreditar” após afirmar que a médica Nise Yamaguchi sofreu coação na CPI do Genocídio

A atriz Maitê Proença saiu em defesa da colega de Globo, Juliana Paes, que foi criticada por dizer que a médica Nise Yamaguchi sofreu “intimidação, coação” durante depoimento na CPI do Genocídio. A atriz reagiu dizendo que “não sou bolsominion, como adoram acreditar”.

Maitê, que chegou a ser sondada para ministra do Meio Ambiente do governo Jair Bolsonaro e depois participou de atos contra o presidente, criticou a “fúria do cancelamento” e disse que estamos vivendo “tempos implacáveis” em resposta a internauta que perguntou sobre “o que estão fazendo com Juliana Paes nas redes sociais”.

“Eu acho que ela vinha bem explicando a postura dela de neutralidade, até que ela disse uma frase que negava de certa forma tudo que ela tinha dito até então. E os tempos estão implacáveis, né? Mas, talvez, a fúria do cancelamento seja pior do que a frase”, disse.

Assista

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *