Bolsonaro desmente que esteve em almoço com Pádua: Quem propagou a mentira já sabia da verdade

O presidente também criticou a atitude do responsável pela divulgação da notícia

Flávia Requião
Foto: Alan Santos / PR
Foto: Alan Santos / PR

 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) desmentiu, na noite desta sexta-feira (12), a notícia que estaria em um almoço no último dia 7, em Belo Horizonte, junto a primeira-dama Michelle Bolsonaro, Guilherme de Pádua, que foi condenado por matar a atriz Daniella Perez em 1992, e sua companheira Juliana Lacerda.

“Em respeito à Glória Perez, não alimentarei essa exploração leviana em cima de sua perda irreparável. As ilações com base em informações falsas divulgadas por parte da mídia só expõem sua falta de escrúpulos e o desprezo pela dor das pessoas, tratando-as como meras ferramentas. Sequer participei do almoço em Belo Horizonte. A mesma imprensa já havia divulgado que eu estava em uma churrascaria de São Paulo, na mesma data e hora. Quem propagou a mentira, já sabia da verdade, mas não se preocupou com a dor que poderia causar até à família de Daniella Perez”, escreveu o presidente no seu perfil do Twitter.

Bolsonaro ressaltou ser totalmente contra as atitudes de Pádua e negou que sua esposa Michelle tenha aproximação com Juliana Lacerda.

“Minha história de luta por leis mais duras para assassinos covardes, estupradores e demais crimes violentos fala por mim e mostra de que lado sempre estive. Enquanto viver, serão as vítimas, não seus algozes, que contarão com a minha eterna solidariedade. A própria pessoa envolvida nesse crime cruel e covarde nega ter estado presente no evento. Sua esposa, que não tem envolvimento com o crime, já se manifestou explicando que não conhece Michelle e que, assim como dezenas de mulheres, fez fila para tirar foto com a Primeira-Dama”, disse.

O presidente ainda direcionou criticas ao responsável pela publicação. “Aos que embarcaram nesse verdadeiro vale-tudo, podem bater em mim à vontade, só peço que tenham respeito pelo menos por aquelas pessoas que não podem se defender e que deveriam ser preservadas. O sofrimento dos familiares e amigos diante de uma perda não basta para vocês?”, afirmou.

A notícia sobre o encontro foi publicada pela colunista Fábia Oliveira, do Portal IG nesta sexta-feira (12). De acordo com a matéria, o almoço teria ocorrido em Belo Horizonte no último domingo (7), na ocasião em que o presidente Jair Bolsonaro (PL) e a esposa foram assistir a um culto na Igreja Batista Lagoinha, na capital mineira. O assassino confesso da atriz exerce a função de pastor na mesma igreja.

Após a repercussão, Juliana Lacerda disse que a primeira-dama não sabia quem era ela e que apenas pediu para tirar uma foto com Michelle.

Confira Tweet:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.