Efeito Bolsonaro: 16 estados com surto de sarampo

O Brasil registrou 3.339 casos confirmados de sarampo em 16 estados, nos últimos 90 dias, segundo balanço divulgado hoje (13) pelo próprio Ministério da Saúde do governo Bolsonaro.

O último boletim aponta que são 24.011 casos suspeitos no país, sendo que 17.713 (73,8%) estão em investigação e 2.957 (12,3%) foram descartados.

Neste ano, já foram confirmadas quatro mortes. Três em crianças com menos de 1 ano de idade e um homem de 42 anos. Nenhum dos quatro haviam sido vacinados.

Em plena epidemia, o governo Bolsonaro (PSL) quer cortar cerca de R$ 1 bilhão destinados ao programa de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) para o próximo ano.

A denúncia foi feita pelo ex-ministro da Saúde e deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) na tribuna da Câmara dos Deputados na quinta-feira (12). Em São Paulo já foram registrados quase 3 mil casos de sarampo.

No quadro atual, São Paulo é o estado com a maior parte de casos confirmados, 97, 5% (3.254), seguido do Rio de Janeiro (18), Pernambuco (13), Minas Gerais (13), Santa Catarina (12), Paraná (7), Rio Grande do Sul (7), Maranhão (3), Goiás (3), Distrito Federal (3), Mato Grosso do Sul (1), Espírito Santo (1), Piauí (1), Rio Grande do Norte (1), Bahia (1) e Sergipe (1).

Antes considerado um país livre do sarampo, o Brasil perdeu o certificado de eliminação da doença da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) em fevereiro deste ano.

Durante as décadas de 1970 e 80, o sarampo ainda era umas das principais causas de mortalidade infantil no Brasil. A partir de 1999, o país não registrou mais mortes pela doença, o que só voltou a ocorrer em 2018.

Com agências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *