Lula diz que PSB “não pode tratar PT de forma pequena”

 

Por Houldine Nascimento

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) abordou a sucessão do Governo de Pernambuco, ontem, em entrevista coletiva. Ele disse que o PSB “tem direito de lançar candidato” a governador pela força do diretório estadual socialista, mas que “não pode tratar o PT de forma pequena”.

“O PSB tem o direito de lançar candidato em Pernambuco porque é o estado em que tem a direção mais forte. O que está acontecendo? O candidato natural do PSB não quer ser candidato, que é Geraldo Julio. E [o governador] Paulo Câmara, que deve ser, na minha opinião, o coordenador da sucessão, precisa discutir. O que estou dizendo é que, dessa vez, o PT tem duas pessoas com potencial e força para serem candidatos: Humberto Costa, que está no meio do mandato no Senado, e [a deputada federal] Marília Arraes”, afirmou.

“Além do cargo de governador, tem o de vice e o de senador. O que eu quero é que as pessoas conversem porque, embora o PSB tenha direito lá em Pernambuco de indicar, não pode tratar o PT de forma pequena. É apenas isso que está em jogo e Humberto Costa é muito fiel à relação com o PSB. Se o PSB definir a candidatura, Humberto está fora”, continuou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.