Por que devemos comer menos carne

No Detetives da SAÚDE, você verá que maneirar na carne vermelha faz bem para a saúde e o meio ambiente. Mas não precisa ser vegetariano para se beneficiar

Não, não pretendemos proibir o consumo de carne vermelha. Mas o fato é que restringir o espaço desse alimento no prato beneficia a saúde, segundo os estudos mais recentes. Além disso, essa atitude preserva o meio ambiente (mais até do que controlar a ingestão de outras fontes de proteína animal). E é esse assunto controverso que abordaremos no podcast Detetives da SAÚDE.

Diretamente dos estúdios da Editora Abril, a nutricionista Lara Natacci, que tem mestrado e doutorado pela Universidade de São Paulo, abordou as vantagens e os desafios de ingerir menos carne. Ela lembra que, em média, o brasileiro extrapola os limites recomendados. Mas reitera que não dá para trocar o bife por qualquer coisa, sob o risco de sofrer com déficit de nutrientes.

Já o engenheiro agrônomo Luís Fernando Pinto retrata o impacto da pecuária no meio ambiente e como um menor consumo por parte da população repercutiria aí. Gerente de políticas públicas do Imaflora, uma associação sem fins lucrativos que defende o uso sustentável dos recursos naturais, ele pondera que o modo dominante de criação de gado no Brasil é especialmente prejudicial para o ecossistema.

O bacana é que Luis Fernando Pinto aponta casos de fazendas do nosso país que praticamente zeraram a emissão de poluentes e o desmatamento com mudanças no seu modo de produção. Sim, isso é possível. Aliás, ele conversou com as jornalistas Thaís Manarini (que gosta de carne, mas está tentando comer menos) e Maria Tereza (que é vegetariana) diretamente de Piracicaba, no interior paulista. Dá até para ouvir os passarinhos!

Ao longo do episódio, você ainda vai saber se a moda de hambúrgueres à base de plantas, como o Futuro Burger, é saudável ou não. O episódio está imperdível!

Você pode escutar esse programa em diversas plataformas. Dá para clicar ali em cima e ouvir no nosso site mesmo. Também estamos no Spotify, no Deezer, no Google Podcasts, no Pocket Casts, no Youtube… Não sabe como ouvir nesses ambientes? Clique aqui.

Se preferir, dá para ouvir pelo Spotify diretamente aqui:

Ou pelo Youtube:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *