Advogado que assessorou Paulo Guedes cobrou US$ 1,5 milhão por lobby a associação de jogos e apostas

Reportagem de Ricardo Galhardo, na edição deste domingo (16) do jornal O Estado de S.Paulo, revela que o advogado carioca Pedro Trengrouse, sócio do Instituto Brasileiro de Jogos (IBJ), fez uma proposta para fazer lobby para a Remote Gaming Association (RGA, entidade que representa as maiores empresas de apostas online da Europa) no valor de Us$ 1,5 milhão – R$ cerca de 6,4 milhões – após atuar como assessor no Ministério da Economia, de Paulo Guedes, sobre o tema.

Segundo a reportagem, Trengrouse – que é sócio do economista Edson Américo na IBJ – atuou como assessor técnico não remunerado do Ministério da Economia participando de discussões sobre a regulamentação de apostas esportivas, além de propor e analisar projetos estratégicos nas áreas de apostas esportivas, loterias e entretenimento.

Durante sua passagem pelo governo – entre 11 de março e 30 de novembro de 2019 – Trenghouse negociou com a RGA um “estudo independente” sobre a regulamentação dos jogos no Brasil.

“Prevemos que este projeto custará aproximadamente US$ 1,5 milhão, incluindo as atividades de relações públicas associadas no Brasil”, diz e-mail assinado por Américo no dia 11 de março do ano passado. Em seguida, Trengrouse reforça a proposta. “Vamos seguir em frente”, diz o advogado.

Antes de ser escolhido para ser assessor não remunerado, Trengrouse foi indicado para a Subsecretaria de Prêmios e Sorteios do Ministério da Economia. A indicação não prosperou por compromissos profissionais previamente assumidos pelo advogado, segundo pessoas que acompanharam o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *