Antifeminista, que se diz cristã, Sara Winter ataca: “Foi pro inferno queimar com a Marielle”

A “ativista cristã” se irritou ao ser indagado por seguidor sobre destino de supostos recursos que Jair Bolsonaro teria atraído para o Brasil em 2019

Sara Winter e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Facebook)

Antifeminista, que chegou a ser cotada para um cargo no Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos, de Damares Alves, Sara Winter atacou gratuitamente a memória de Marielle Franco, assassinado em março de 2018, em uma resposta a um comentário de sua publicação no Twitter.

“Foi pro inferno queimar com a Marielle”, respondeu a ativista cristã, que se diz pró vida em seu perfil, ao comentário de um seguidor no Twitter.

Sara se irritou após divulgar que Jair Bolsonaro conseguiu “R$ 75 bilhões em investimentos estrangeiros” em 2019. O seguidor então indaga: “E esse dinheiro foi p onde, p bolso do Flávio ou p conta da Micheque?”, quando Sara responde citando Marielle.

@Assis exonerado Junior🌹@Assisjunior1973

E esse dinheiro foi p onde, p bolso do Flávio ou p conta da Micheque ?

Sara Winter@_SaraWinter

Foi pro inferno queimar com a Marielle.

130 pessoas estão falando sobre isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *