Ceará alcança 3º lugar do país em ensino considerado em progresso

Das 104 redes de ensino municipais do Brasil avaliadas com o selo de “Bom Percurso” do Instituto Rui Barbosa (IRB), 18 são do Ceará. O Estado está colocado atrás apenas de São Paulo e do Paraná.

O estudo também abrange os avanços no ensino das instituições nos últimos anos e verifica o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
Legenda: O estudo também abrange os avanços no ensino das instituições nos últimos anos e verifica o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
Foto: Camila Lima

Com 18 redes de ensino municipais avaliadas com selo de educação em “Bom Percurso”, o Ceará conquistou o terceiro lugar no ranking nacional entre as escolas de ensino fundamental avaliadas neste segmento pelo estudo “Educação que faz diferença”, realizado pelo Instituto Rui Barbosa (IRB) e a organização Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede).

O Estado fica atrás apenas de São Paulo, que recebeu 31 selos do mesmo tipo, e o Paraná, com outros 22 selos iguais. As análises foram feitas no segundo semestre de 2019.

Dentres os municípios cearenses, as redes de ensino fundamental contempladas pelo estudo são as das cidades de Acaraú, Ararendá, Barroquinha, Catunda, Cruz, Eusébio, Farias Brito, Forquilha, Granja, Groaíras, Itatira, Jijoca de Jericoacoara, Milhã, Novo Oriente, Pedra Branca, Pires Ferreira, Russas e São Gonçalo do Amarante.

Conforme o estudo, o selo Bom Percurso significa que tais redes apresentam “trajetórias bastante positivas, com avanços consistentes na aprendizagem dos estudantes ao longo dos últimos anos”, apesar de ainda não atingirem um patamar de excelência, como as redes classificadas com o selo “Excelência” pelo estudo. No Ceará, o município melhor qualificado foi Sobral.

Entre os critérios observados na seleção das escolas para receber o selo são as habilidade dos alunos nas disciplinas de português e matemática, classificadas em níveis básicos e adequados de conhecimento, que devem variar entre 50% e 67%. Há também fatores ligados às garantias de aprendizagem dos alunos, esforços para garantir a desigualdade e a necessidade de que todos fiquem na escola.

O estudo também abrange os avanços no ensino das instituições nos últimos anos e verifica o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

De acordo com um dos servidores da Gerência de Avaliação de Políticas Públicas do Tribunal de Contas do Ceará (TCE) e também auditor do estudo no Estado, Francisco das Chagas Evangelista, “nós visitamos e aplicamos os questionários em três redes, ou seja, três municípios. Destes, um recebeu o selo de excelência e o outro como bom percurso”. Os demais municípios foram escolhidos para receber o título através do Iede, segundo Evangelista. Junto dele, os também auditores Luiz Gonzaga Dias Neto e José Ricardo Moreira Dias completaram a equipe.

Cruz

Entre as redes municipais inseridas como “Bom Percurso” e visitadas pelo TCE é a da cidade de Cruz, localizada a 242 quilômetros de distância da Capital, Fortaleza. A rede possui cinco escolas urbanas de Ensino Fundamental, onde estudam 1.441 alunos, e 20 rurais, com 2.431 estudantes, conforme o levantamento.

Professor e Secretário de Educação do município, Raimundo Otávio Mota agrega o recebimento do selo às três diretrizes trabalhados no ensino: “formação de professores e diretores feita pela própria Secretaria; a avaliação feita quinzenalmente no ensino através do programa “Cruz: É hora de aprender mais” e o monitoramento para saber qual escola ainda não alcançou a meta estipulada. Além disso, nós também temos bastante autonomia dada pelo Prefeito, o que facilita o progresso”.

Durante a pandemia do novo coronavírus que afeta as aulas presenciais desde março, os alunos do município têm trabalhado com as aulas no ambiente virtual, porém, “como não há 100% de aderência ao método devido aos problemas de acesso à internet, as escolas também estão funcionando sob demanda exclusivamente para que esses alunos não se prejudiquem em relação ao conteúdo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *