Com Talles Magno de volta ao time, Vasco busca primeira vitória na Arena Condá

Talles Magno teve boas atuações nos amistosos da seleção brasileira sub-17
Talles Magno teve boas atuações nos amistosos da seleção brasileira sub-17 Foto: Rafael Ribeiro / Vasco
Gustavo Loio

Após servir à seleção brasileira sub-17 em amistosos, Talles Magno volta a defender o Vasco sábado. E contra a Chapecoense, a presença do camisa 43 é uma das principais esperanças para o time vencer, pela primeira vez, na Arena Condá.

Nos três jogos até hoje no estádio catarinense, o elenco cruz-maltino amargou duas derrotas (1 a 0, em 2015 e 2 a 1, em 2017) e um empate (1 a 1, ano passado).

Se não é garantia de vitória, a presença de Talles em campo sugere que o Vasco vai criar mais chances de gol, o que acabou faltando na derrota (2 a 0) para o Bahia, no sábado. Como vinha de derrota (1 a 0) para o Cruzeiro, mesmo com o camisa 43 em campo, é a primeira vez, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, que o time passa dois jogos seguidos sem balançar as redes rivais.

Talles estreou no Brasileiro na derrota para o Botafogo, por 1 a 0, no dia 2 de junho. No mês seguinte, entrou, ainda no primeiro tempo, da derrota para o Grêmio (2 a 1) e no empate (1 a 1) com o Palmeiras. Desde o empate sem gols com o CSA, no dia 4 de agosto, o jovem atacante tem sido titular.

Além do atacante de 17 anos, quem volta ao Vasco amanhã é Richard, que cumpriu suspensão automática contra o Bahia. Para o volante, a equipe não pode titubear no sábado:

— Não só lá, mas em todos os jogos fora temos que nos comportar bem. Os jogos são decididos no detalhe, eles vão ter o apoio do torcedor, mas temos que fazer esse torcedor se virar contra eles, ficar com a bola e ser inteligentes. Precisamos vencer, temos que saber administrar e aproveitar as oportunidades.

Na sub-17, um gol e duas assistências

Nos três amistosos com a seleção sub-17, Talles Magno marcou um gol, o do empate em 1 a 1 com a anfitriã Inglaterra, no segundo jogo. E teve fez assistências nas outras duas partidas.

A equipe comandada por Guilherme Dalla Déa também goleou a Austrália, por 4 a 0, e a Coreia do Sul ( 2 a 1).

Uma das assistências do camisa 11 da seleção sub-17 foi na goleada sobre a seleção da Oceania, em gol de João Peglow, do Internacional, o segundo da partida.

Talles Magno também fez as vezes de garçom para Gabriel Verón abrir o placar da vitória sobre os sul-coreanos.

Mês que vem, o Brasil será sede do Campeonato Mundial sub-17. Na primeira fase, os anfitriões dividem o grupo A com Canadá (estreia, dia 26), Nova Zelândia (29) e Angola (em primeiro de novembro). E Talles é uma das armas da equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *