Justiça condena acusado por tentativa de homicídio contra policiais federais em Petrolina

A pena chegou a 12 anos e seis meses de prisão, em regime inicialmente fechado

O Tribunal do Júri da 8ª Vara Federal condenou Wellington Agra Barreto de Araújo pelos crimes de roubo e tentativa de homicídio. A acusação foi feita pelo Ministério Público Federal em Petrolina (MPF/PE). Os jurados decidiram também pela condenação por formação de quadrilha. 

A pena chegou a 12 anos e seis meses de prisão, em regime inicialmente fechado, além de pagamento de multa. Os jurados entenderam que o condenado foi responsável pela tentativa de homicídio ocorrida em Petrolina, em maio de 2006, contra três policiais federais. O júri considerou Wellington de Araújo também culpado pela prática de roubo de um veículo na cidade de Juazeiro (BA), além de formação de quadrilha, na mesma data.

Inicialmente, o réu e outros quatro acusados foram denunciados pelo Ministério Público do Estado da Bahia. Como o crime de tentativa de homicídio foi praticado apenas por Wellington de Araújo, em Petrolina, contra policiais federais no exercício da função, o processo foi desmembrado para julgamento pela Justiça Federal em Pernambuco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *