Marina diz que sua candidatura foi minada

marina_campos

Da Redação

O Governo fez de tudo até que conseguiu minar a candidatura de Marina Silva através da burocracia dos cartórios. Essa é a visão da oposição com relação à decisão da Justiça Eleitoral ao negar o registro à Rede. Marina Silva se filiou no sábado, 5, ao PSB de Eduardo Campos e anunciou apoio à candidatura do governador de Pernambuco à Presidência da República. Aliados da ex-ministra do Meio Ambiente disseram que há a possibilidade de ela vir a ser vice na chapa.

 Com a decisão de apoiar Eduardo, o senador Humberto Costa (PT/PE) se mostrou preocupado quando afirmou que a atitude de Marina teria como objetivo derrotar o PT. Em resposta, o deputado federal Roberto Freire (PPS) chegou a chamá-lo de leviano: “Não tem nada a ver em querer derrotar o PT, mas sim com essa política perversa que está aí acabando com os municípios e o país. O Brasil não pode ser comandado por um único partido. O tempo do PT acabou”.

Durante discurso, Marina Silva afirmou que o PT conseguiu minar a sua candidatura, assim como tentou com a de Eduardo. “O PSB é um partido sólido, ele viu que estavam tentando minar a sua candidatura e trabalhou para não ser cassado de maneira diferente da minha. O objetivo deles era que eu fosse a Marina candidata da internet”.

Marina aproveitou o momento para criticar os partidos da base aliada do governo. “O que se vê hoje no Governo são partidos privatizados”.

Por sua vez, Eduardo Campos comparou o estilo de política exercida pelo PT igual ao dos tempos primitivos. “Temos que derrotar o estilo da velha política. Isso não por continuar, nós lutamos durante décadas para acabar com esse estilo e ele agora surge para prejudicar os que querem o dia melhor para o nosso povo”, desabafou.

Com informações Rádio Jornal do Commércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *