Ministério Público pede suspensão do uso de kit covid na Prevent Senior

A empresa é alvo de investigações no Ministério Público, na Polícia Civil e na CPI da Covid

(Foto: Agência Pará | Prevent Senior/Divulgação)

O Ministério Público de São Paulo vai propor um acordo à operadora de planos de saúde Prevent Senior para suspender o uso do kit covid, que inclui hidroxicloroquina e cloroquina em seus hospitais.

Além da suspensão do uso de medicamentos comprovadamente contraindicados para o tratamento da Covid-19, o Ministério Público vai exigir que a Prevent Senior pague uma indenização por danos morais coletivos, com valor a ser estipulado de acordo com o faturamento do plano de saúde, informa o UOL.

A empresa é alvo de investigações no MP, na Polícia Civil e na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid por pressionar seus médicos conveniados a tratar pacientes com substâncias do kit covid, como hidroxicloroquina, contra-indicada para a Covid-19.

O médico Pedro Batista Júnior, diretor-executivo da Prevent Senior, prestou depoimento nesta quarta-feira (22) na CPI da Covid nesta quarta-feira (22). Os senadores investigam as denúncias de que hospitais do grupo Prevent Senior são espécies de laboratório para indicação de medicamentos sem eficácia contra a Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *