“O Nova Semente não tem sustentabilidade”, diz vereador Zé Batista

nova-semente

 

Da Redação

O vereador José Batista da Gama (PDT), fez um pronunciamento na sessão ordinária de ontem (11), na Casa Plínio Amorim, sobre uma das unidades do Nova Semente fechada por falta de pagamento dos aluguéis.

Segundo o oposicionista a unidade do Programa Nova Semente, localizado à Rua Tomas Maia, nº466, Bairro Areia Branca em Petrolina, está fechada por falta de pagamento de aluguel. “O programa é excelente em qualquer lugar do mundo, mas pra mim não tem sustentabilidade, por determinados problemas que existe. O Nova Semente da Tomas Maia está fechada com cadeado por falta de pagamento dos aluguéis. O projeto é uma beleza, mas não tem sustentabilidade. Sou educador e sei o que estou falando”.

O vereador falou ainda que há um mês vem informando aos colegas parlamentares sobre os problemas enfrentados pela unidade. O programa é o carro chefe do governo Júlio Lóssio, e é uma parceria entre a prefeitura de Petrolina, entidades sociais como o Petrape e a comunidade local, que contribui com R$ 20, por filho matriculado. “Sou a favor da Nova Semente, mas desde que o aluguel seja pago pelo erário público municipal, não pelo bolso do pai de família. Eu gostaria que a gestora justificasse a população de Petrolina porque está nova semente se encontra fechada”, cobrou o vereador.

A vereadora Cristina Costa (PT), que é representante do legislativo no Conselho Municipal de Educação e presidente da Comissão de Educação, informou que o assunto já foi discutido no conselho e que o município dispõe de recursos para arcar com o pagamento dos aluguéis das unidades do Nova Semente. “Já discutimos a proposta pedagógica e o regimento interno das creches Nova Semente, que vão receber do governo federal em torno de R$ 700,00 por criança. O executivo tem recurso do governo federal para que possa assumir, e a população não precise pagar mais o aluguel do Nova Semente”, informa.

A vereadora informou também que já foi discutido no Conselho Municipal de Educação o piso salarial da rede privada para os funcionários, os chamados sementeiros, que foram aprovados.

O programa Nova Semente atende diariamente 5880 crianças entre zero e seis anos de idade e tem 100  unidades do programa. (Informações Waldiney Passos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *