Para ‘esquecer’ Bolsonaro, DEM e PSL não usarão 17 em fusão

 

Fotos: Valter Pontes / Secom / PMS / Agência Câmara

Para não ter a imagem associada ao presidente Jair Bolsonaro, o Democratas e o PSL, que negociam os últimos detalhes da formação de um novo partido, a partir de uma fusão entre as siglas, deve abandonar o código 17.

Segundo o colunista Guilherme Amado, do portal Metrópoles, o partido usará o 25, número já usado pelo Democratas. O jornalista ainda confirma que Luciano Bivar, que já comanda o PSL, ficará com a presidência do partido, enquanto ACM Neto assumirá a secretaria-geral. A escolha de Bivar se dá porque o PSL possui uma estrutura maior que o Democratas.

O número 17, que será abandonado, é associado ao presidente Jair Bolsonaro, que se filiou ao partido em 2018 para disputar a presidência da República. Logo em seguida, no segundo semestre de 2019, Bolsonaro rompeu com Luciano Bivar e deixou o partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *