Pernambuco investiga 30 casos suspeitos de varíola dos macacos, dentre eles, Petrolina

Os casos notificados estão sendo acompanhados pelas equipes de vigilância epidemiológica municipais

Varíola dos macacos
Varíola dos macacos – Foto: Brian Mahy/CDC
Pernambuco não confirmou novos casos da varíola dos macacos, causada pelo vírus monkeypox. A última confirmação, exatamente uma semana atrás, notificou sete casos confirmados. Até o momento, 38 suspeitas foram notificadas, sendo 30 casos que ainda estão em investigação, sete confirmados e um caso descartado.

Os casos confirmados estão localizados nos municípios de Recife (3), Jaboatão dos Guararapes (2), além de dois casos de outros estados, Rio de Janeiro (1) e São Paulo (1). As faixas etárias são: 20 a 29 (3), 30 a 39 (1) e 40 a 49 (3). Todos são do sexo masculino. Dos confirmados, todos estão em isolamento domiciliar. Até o momento, não há evidências de que Pernambuco registre a transmissão local da Monkeypox.

Já os 30 casos que estão em investigação são de pessoas residentes nos municípios de Recife (14), Limoeiro (5), Paulista (2), Abreu e Lima (1), Araçoiaba (1), Camaragibe (1), Gameleira (1), Ipojuca (1), Jaboatão dos Guararapes (1), Petrolina (1), Timbaúba (1) e São Paulo (1). As faixas etárias são: 10 a 19 (4), 20 a 29 (12), 30 a 39 (9), 40 a 49 (3) e 50 a 59 (2), sendo 25 do sexo masculino e 5 do sexo feminino. Os casos notificados estão sendo acompanhados pelas equipes de vigilância epidemiológica municipais.

As amostras coletadas estão sendo encaminhadas para o Laboratório de Enterovírus da Fiocruz/RJ, referência para o diagnóstico da Monkeypox, e para o Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.