Por exclusão

O senador Tasso Jereissati (CE) defende que o seu partido (PSDB) escolha para o lugar de Geraldo Alckmin, cujo mandato se encerrará no próximo mês de maio, um nome identificado com “renovação”. Ele diz que o partido tem três caras novas (o senador Antonio Anastasia) e os governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS) e não cita o ex-deputado Bruno Araújo (PE) como “novo”.

Bruno Araújo é o candidato de João Doria para o cargo de presidente e, além de ter votado em Bolsonaro no segundo turno, é profundamente identificado com as teses do governo. Jereissati, ao contrário, diz querer distância da “extrema direita” abrigada dentro do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *