Professores no Paraguai fazem greve de fome para pressionar o governo

professores-paraguai-greve-fome

A Federação dos Educadores do Paraguai anunciou greve de fome até o dia 29 para pressionar o governo a adotar uma série de medidas. Pelo menos, 50 professores protestam em frente ao Congresso Nacional, em um acampamentos montado na área externa do edifício. Os professores reivindicam a revisão do número de aulas, aumento salarial e a concessão de benefícios trabalhistas.

O vice-presidente da federação, Javier Benítez, disse que participam dos atos professores de várias regiões do país. A greve e os protestos ocorrem às vésperas do retorno das aulas no Paraguai. Os professores querem audiências com o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, e a ministra da Educação, Marta Lafuente.

Marta Lafuente reclamou da possibilidade de os alunos ficarem sem aula em decorrência do protesto dos professores. “Estamos conversando para organizar um plano para reduzir os danos”, disse ela. (Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *