PT decide pela permanência nos governos do PSB

Seguindo a linha que supostamente teria sido externada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de não ampliar as arestas do PT com o PSB, parece ter surtido efeito. Pelo menos, inicialmente. Uma prova disso é que a executiva nacional dos petistas, que se reuniu nesta sexta (23), decidiu pela permanência da legenda nas administrações estaduais e municipais dos socialista. O que vai de encontro ao pensamento defendido pelo deputado federal João Paulo e alguns de seus aliados na sigla.

No texto da executiva nacional do PT, há a ressalva de que a legenda espera contar com o PSB na defesa do projeto de país que fora iniciado com o ex-presidente Lula, em 2002.

Segue, abaixo, a nota petista:

A Comissão Executiva Nacional do PT, reunida em São Paulo no dia 23 de setembro de 2013, a propósito da decisão do Partido Socialista Brasileiro – PSB de deixar de participar do governo federal, decide:

1) reafirmar que tanto agora quanto nas eleições de 2014, está em jogo a mesma disputa de projetos que marcou as eleições de 2002, 2006 e 2010;

2) que, portanto, tanto no primeiro quanto no segundo turno, a disputa colocará os partidos em dois campos distintos: um deles representado pelos avanços promovidos pelos governos de Lula e de Dilma, e outro, representado pelos governos hegemonizados pelo PSDB, DEM e PPS;

3) neste sentido, esperamos que o PSB se mantenha ao lado do projeto de mudanças que estão em curso no País;

4) onde o PT decidiu participar de governos dirigidos pelo PSB, assim como onde o PSB participa de governos dirigidos pelo PT, deve prevalecer o debate programático, mantendo a diretriz de que os cargos estão sempre à disposição;

5) orientamos nossos diretórios municipais e estaduais, assim como nossas bancadas, a fortalecerem o campo democrático popular, que em 2014 deverá reeleger a companheira Dilma presidenta.

Comissão Executiva Nacional do PT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *