Rachel Sheherazade e Paulo Henrique Amorim atacam Bolsonaro, são ameaçados, punidos e âncora da Band sai em defesa

Paulo Henrique Amorim e Raquel Sheherazade são punidos por criticaram Bolsonaro e âncora da Band sai em defesa
Paulo Henrique Amorim e Raquel Sheherazade são punidos por criticaram Bolsonaro e âncora da Band sai em defesa

Rachel Sheherazade, Paulo Henrique Amorim do SBT e Record, criticam Bolsonaro, são punidos, e âncora da Band resolve sair em defesa.

A vida política nunca interferiu tanto na TV brasileira como atualmente e é realmente o que vem acontecendo principalmente no jornalismo das grandes emissoras de TV como no SBT e Record. Recentemente divulgados aqui no TV Foco, que a âncora do SBT Brasil, Rachel Sheherazade teve sua cabeça pedida pelo dono das Lojas Havan, que é defensor do governo Bolsonaro e não concordou com a posição política da jornalista em fazer frente ao atual governo. O pedido do patrocinador do SBT não foi atendido até agora, mas é fato que a emissora de Silvio Santos passou a enfrentar pressão para a demissão de Rachel Sheherazade. Para quem não sabe, o pedido do tal patrocinador se deu pelas rede sociais e a jornalista prometeu processar ele.

Mas não é só isso, o recente anúncio do afastamento oficial de Paulo Henrique Amorim do Domingo Espetacular da Record também é um grande reflexo da frente contra o governo Bolsonaro e tem muita conexão com o atual momento de Rachel Sheherazade no SBT. Segundo o que se sabe, após fazer críticas ao governo Bolsonaro, o jornalista acabou perdendo definitivamente seu posto no jornalístico e agora será substituído.

Todos esses casos e mais o do jornalista Marco Antonio Villa da Jovem Pan, que foi afastado por 30 dias após críticas ao governo Bolsonaro na rádio, e preferiu se demitir na volta, são reflexos do que vem acontecendo atualmente.

Diante desses casos, o âncora do Jornal da Band, Fábio Panuzzo resolveu se solidarizar com seus colega e usou seu Twitter para expressar sua opinião em relação ao assunto e ao que tem acontecido com o governo Bolsonaro.

Moro e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Moro e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

“Não tenho nenhum apreço pelo jornalismo do Paulo Henrique Amorim, a quem tenho criticado nos últimos dez anos. Mas a demissão dele é brutal e inaceitável, produto do macartismo bolsonarista que já vitimou @VillaMarcovilla, @marcelomadu e ameaça @RachelSherazade”, escreveu ele…

Fabio Pannunzio@blogdopannunzio

Não tenho nenhum apreço pelo jornalismo do Paulo Henrique Amorim, a quem tenho criticado nos últimos dez anos. Mas a demissão dele é brutal e inaceitável, produto do macartismo bolsonarista que já vitimou @VillaMarcovilla, @marcelomadu e ameaça @RachelSherazade

1.013 pessoas estão falando sobre isso

One Response to Rachel Sheherazade e Paulo Henrique Amorim atacam Bolsonaro, são ameaçados, punidos e âncora da Band sai em defesa

  1. Beth Guerreira 25/06/2019 at 12:29

    Isso é quando se confunde Jornalismo com MILITANTE!! Jornalista sério passa noticias sérias e relevantes, e não utiliza da sua profissão para atacar o Comandante da nação, simplesmente porque seu partido saiu derrotado nas urnas democraticamente. Jornalista de verdade está na sua bancada com o único intuito de transmitir noticias a população , neutralizando sua opinião, sem destilar ódio contra um candidato que foi escolhido pela nação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *