Rivaldo diz ter sofrido calote de R$ 10,5 milhões e aciona a Justiça

Crédito: Reprodução/ Facebook

O ex-jogador Rivaldo está processando o empresário Victor Simões. Segundo o ex-atleta, ele não recebeu os R$ 10,5 milhões de um suposto acordo firmado com Simões. O empresário nega o acordo e afirma que o contrato apresentado por Rivaldo é simulado e não tem validade. Os dois atuaram na gestão do Mogi Mirim, clube do interior paulista. As informações são do Uol.

À Justiça, Rivaldo afirmou que o documento, formalizado em 16 de junho de 2015, estabelecia que os recursos aplicados pelo ex-jogador no Mogi para as disputas de competições seriam cobertos por Simões a partir de 2016. Na ação, os advogados alegam que Simões cobriria esse valor de maneira parcelada, mas apenas R$ 500 mil teriam sido quitados.

A defesa do empresário, no entanto, aponta “inexistência dos débitos” e vícios nas assinaturas. Para o advogado de Simões, o contrato também apresentaria interpretações dúbias.

Segundo o Uol, o documento foi analisado por um perito da Justiça que entendeu que o contrato tinha validade. Porém, a defesa de Simões contestou a análise do perito e contratou outro profissional para fazer a perícia. Para o perito ligado a defesa, a perícia anterior cometeu falhas na análise do contrato.

“[O perito judicial] apresenta suas conclusões sem que o Requerido [Simões] pudesse entender quais documentos acarretaram a conclusão do Laudo, nem o direito de poder influenciar e se manifestar sobre suas conclusões, o que configura cerceamento de direito de defesa”, alega o jurídico do empresário no processo.

Ainda de acordo com Uol, a Justiça convocou um novo perito para analisar o contrato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *