Vice-prefeito de Uauá escanteado

Da Redação

Segundo conversas de bastidores, a situação política administrativa do vice-prefeito de Uauá, e secretário de Infraestrutura, João Alves (PSL) não é nada boa. Algumas regalias dele foram cortadas, chegando ao ponto de trabalhar hoje numa secretaria totalmente vazia, sem condições de usar uma máquina para fazer trabalhos na zona rural para evitar que o mesmo faça campanha para o seu candidato a deputado federal, Zé Nunes (PSD).

No ano de 2017, houve uma grave denuncia referente ao escândalo de combustíveis com máquinas em cima de cepo. O fato foi um dos principais alvos para criação de uma CPI  na Câmara de Vereadores, o que causou uma punição no valor de R$ 15 mil em multa aplicada pelo Tribunal de Contas (TCM) ao gestor, e ainda assim, o envio do processo para que o Ministério Público Estadual apure de acordo a lei.

Nesta quarta-feira (10) o governador Rui Costa esteve na cidade de Abaré assinando ordem de serviço e visitando sua base eleitoral. Os neocomunas de Uauá se fizeram presente, aproveitaram do momento para fazer até pouse para fotógrafos fofoqueiros. O que mais chamou a atenção, é que João Alves não estava presente, e segundo informações da própria prefeitura, ele não foi convidado devido as constantes atrapalhadas administrativas. Mas quem estava com toda a bola, foi o sindicalista pelego Bosco do Sindicato, mostrando a clara preferência do Prefeito por ele, e ao mesmo tempo eliminando o desastrado secretário/vice-prefeito. (Por Epaminondas Alves, o danado do Dondinha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *