Sobradinho: Abandono e descaso (Parte 02)

Situação do centro da cidade

Da Redação

A insatisfação popular contra a irresponsabilidade da administração Genilson Silva (PT) está estampada no rosto de moradores de todo o município de Sobradinho, Bahia. Um dos exemplos se encontra na Vila São Joaquim onde ninguém suporta mais a parafernália.

As obras da Praça da Juventude abandonadas

Segundo o aposentado Vicente Mendes da Silva, 67 anos, a bagunça é enorme. “Nunca vi uma administração tão bagunçada em minha vida. Isso vem se descambando desde o primeiro dia de governo quando fechou as portas do único hospital, a partir daquele dia vi que os horrores estavam apenas começando. Esse prefeito quando não deixa as coisas se acabarem com o tempo, ele faz questão de acabar, foi o que fez com o matadouro, que está de portas fechadas e o povo comendo carne clandestina. Um outro problema e referente aos escombros, o município se transformou em um cemitério de obras abandonadas a exemplo da praça da Juventude, balneário do Chico Periquito e da Unidade Básica de Saúde onde o dinehrio chegou e ninguem sabe em qual buraco da calça entrou.Temos um mercado municipal de dar vergonha, com sanitários em situação deploráveis. Hoje o hospital se transformou em um deposito de lixo, casa de maribondos onde cada um é do tamanho de um touro enfezado, isso sem falar nas peças dos equipamentos que estão sumindo a exemplo do lava roupa elétrico”.

Sede da liga desportiva abandonada

A indignação do aposentado vai mais além: “Aqui na Vila São Joaquim o desprezo é geral. Não temos calçamento, rede de esgoto, educação, saúde. Para falar a verdade aqui não existe prefeito, porque elegemos um ‘imprestável’ que virou as costas para todos nós. Todos sabem que ele está pintando e bordando, fazendo o que quer, mas a batata dele está assando porque falta menos de um ano para ele voltar a ‘queimar lata’. A nossa situação é tão deplorável que as ruas estão enfestadas de cobras, cururus, muriçocas, é o capeta”, desabafa.

Segundo um dos moradores, este carrinho aguarda o prefeito para o ‘caminho de casa’
O sofrimento da população é geral

Ele ainda tem a esperança de que dias melhores estejam chegando. “Sobradinho é uma ótima cidade, povo trabalhador, decente, simples, pena que a maioria foi enganada nas eleições passada. Fico chateado porque muitas famílias foram obrigadas a deixarem a cidade para tentar a sorte em outros lugares. Aqui se a pessoa adoece – e se não for com urgência para Juazeiro, morre porque não médicos e o atendimento no posto de saúde é uma porcaria. O prefeito daqui não vale um real, só procura as pessoas em época de eleição tentando tapear uns bestas com um quilo de feijão ou de arroz, mas eu, jamais vou me render”, lamenta.

No local onde deveria ser construído a Praça da Juventude, só a placa resiste
Em 3 anos de desgoverno, nenhuma rua foi saneada e pavimentada

A sua irritação vai mais além. “Já preparei um cacete de três quinas para receber esses canalhas quando chegarem batendo em minha posta, mas tem um que esse eu faço questão de guardar o porrete porque ele é gente muito boa, tenho um grande carinho por ele, que é Luiz Berti, foi o melhor prefeito que teve porque o restante é lixo, fou uma peseta”.

Dona Tica se emociona com a situação de abandono
Os escombros administrativos estão espalhados pela cidade

A moradora Francisca Maria dos Santos, conhecida popularmente como Dona Tica, afirma que a falta de respeito é grande. “Devido ao abandono, nós moradores estamos acostumados com a nojeira. O Prefeito nunca veio olhar o que está acontecendo, aqui cada um se vira. É muita falta de respeito para com todos nós porque na época de eleição ajudamos esse povo que está aí com o voto e não reconheceu, não deu valor, estamos sendo desprezados”, fala emocionada.

Neste local deveria estar funcionando a Unidade Básica de Saúde
Ainda na Praça da Juventude, crianças brincam inocentemente na água empossada

Desiludida com as promessas do gestor municipal, Dona Tica afirma que o gestor não honra com os compromissos. “Ele é um homem sem palavra, não cumpriu nada do que foi dito durante a campanha, até o meu filho quando morreu não apareceu aqui, mas se fosse em época de campanha estaria aqui em minha porta mentindo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.