Aliados de Zé Ronaldo podem não acompanhá-lo caso ex-prefeito mude de lado; entenda

Por Fernando Duarte
Aliados de Zé Ronaldo podem não acompanhá-lo caso ex-prefeito mude de lado; entenda

Foto: Paulo Victor Nadal/ Bahia Notícias

Cortejado pelos adversários políticos de ACM Neto (União), o ex-prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo, pode ficar numa situação ainda mais incômoda, caso deseje mudar de lado depois de ter sido preterido na vaga de vice na chapa oposicionista. Aliado histórico do grupo político de ACM Neto, Zé Ronaldo tem sido avalizado por figuras petistas, a exemplo do coordenador político da campanha de Jerônimo Rodrigues (PT) ao Palácio de Ondina, Luiz Caetano. O convite, todavia, é visto com ressalvas por aliados do governo Rui Costa na região de Feira de Santana.

“Se vier, não vai trazer os votos”, ironizou um adversário, que prefere manter anonimato para não comprometer as eventuais conversas entre Zé Ronaldo e o PT. A avaliação é de que há uma “motivação justa” para o rompimento, porém a própria história do ex-prefeito se torna impeditiva para uma virtual adesão ao projeto de Jerônimo. “Seria mais natural ir para João Roma”, avaliou a mesma fonte.

Ainda assim, o petista de alta contagem admite ser improvável que as lideranças ligadas a Zé Ronaldo sigam o comando para uma ruptura integral com ACM Neto. “Já temos alguns sinais, pois figuras ligadas a ele já passaram a elogiar a escolha de Ana Coelho, preparando o terreno”, sugere.

Ao Projeto Prisma, podcast de política do Bahia Notícias, o deputado Marcelo Nilo (Republicanos) relatou que um grupo de “amigos” de Zé Ronaldo procurou o ex-prefeito no último sábado (6) para acalmar os ânimos e evitar que o desgaste se prolongue. Nilo, entretanto, preferiu não cravar qual deve ser o futuro político do aliado com quem dividiu o páreo pela vaga de vice. (BN)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.