Brasil registra média mensal de 45 acidentes e incidentes envolvendo aeronaves

A pesar de os problemas envolvendo aeronaves em território brasileiro terem sofrido redução de 9% nos últimos dez anos, a média mensal de acidentes e incidentes continua alta, com 45 registros. No período, foram 1.725 ocorrências de acidentes, 3.073 incidentes graves e 662 incidentes, o que totaliza 5.460 casos.

Os dados foram coletados e analisados pelo BNews por meio dos registros do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos da Força Aérea Brasileira. Entre os estados com maior número de casos estão São Paulo (1.310), Rio de Janeiro (518), Minas Gerais (503) e Paraná (437). A Bahia ocupa a décima posição com 217 ocorrências, sendo 84 delas em Salvador.

Quanto ao tipo de aeronave, as principais ocorrências envolvem aviões particulares, com 679 registros, seguido de voos experimentais (271), aeronaves agrícolas (259). O táxis aéreos representam 124 casos no período. Já quanto à motivação do acidente ou incidente tem-se que 651 casos foram por falha no motor, 599 estouro de pneu, 463 por falha de funcionamento de sistema.

A principal empresa envolvida em problemas aéreos no território brasileiro é a Cessna Aircraft, que teve 835 registros, seguida da Embraer, com 615, Neiva Indústria Aeronáutica, com 607, Piper Aircraft, com 388, Airbus Industrie, com 371, Boeing Company, com 301 e outras.

Entre os acidentes aéreos registrados no país nos últimos dez anos, 51% aconteceram com monomotores, enquanto 47% envolveram bimotores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *