Briga por herança pode causar tragédia

Bartolomeu de Carvalho

Da Redação

Preocupado com as constante ameaças de mortes, invasão na propriedade e insultos, o agricultor Bartolomeu José de Carvalho, morador em Sitio Dourado, Fazenda São João, município de Pilão Arcado decidiu procurar a reportagem do Ação Popular para denuncias supostas ameaças contra a sua vida e invasão de propriedade por parte de parentes. Segundo ele, o cunhado José Ribeiro de Souza – com a conivência da esposa e irmã, Maria Sandra de Carvalho – que há anos estão tirando a sua paz.

“Depois da morte de meu pai, ela (Maria Sandra) continua morando na casa em que pertenceu meus falecidos pais em Sítio Dourado. Mas o problema são os inúmeros desaforos e o tratamento agressivo que eu venho sofrendo ao longo de vários anos por ter direito a herança que foi me deixado. Ela tem dois filhos menores, um de 9 e outro de 4 anos”, relata.

Ele argumentou que antes de falecer, o seu pai teria repassado uma residência localizada vizinha ao Sitio para um dos parêntese de seu cunhado. “Ele vendeu ou passou uma casa que ela possuía para um cunhado de Sandra. Agora, o José Ribeiro forma grupo para fazer confusão aonde eu acredito que não pertence a ele, pois a casa na roça foi construída pelo meu falecido pais, eu e mais cinco irmãos”, informa.

Depois da morte do velho, há mais de dois anos, ele afirmou que as ameaças passaram a serem mais constantes. “Agora é que o clima está pesado, as ameaças aumentam. Ele e minha irmã decidiram derrubar o cercado, invadiram a propriedade, derrubaram a minha pequena casa, tocaram fogo na plantação, soltaram os animais no meio da plantação, queimaram cerca, colocaram abelhas, aproveitaram maquinas da patrol para riscar dentro da propriedade sem consultar o restante dos irmãos. O inferno é grande e estou com medo de morrer”, denuncia.

Segundo o denunciante, o cunhado José Ribeiro é detentor de uma propriedade na localidade de Moita de Jenipapo. Ele concluiu pedido ajuda da justiça para evitar o pior, e solicita da irmã, Maria Sandra que desocupe a casa e deixe sua vida em paz. “Espero que a justiça seja feita e que minha irmã entenda a minha situação porque a área é de herança onde todos tem direito”.

Fica aqui o espaço aberto para as pessoas citadas pelo senhor Bartolomeu de Carvalho se manifestarem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *