Chapa de Dilma/Temer perderia no Sudeste, Norte e Centro Oeste para a de Marina/Eduardo

Apesar da liderança na pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (12), pela Folha de São Paulo, a situação de Dilma Rousseff (PT) e do vice-presidente Michel Temer (PMDB) não é tão confortável como pensam muitos petistas. Os números publicados hoje evidenciam outros aspectos que devem ser considerados numa análise neste momento, há um ano para a eleição.

De acordo com o Blog do Fernando Rodrigues, o levantamento do Datafolha mostra fragilidades presentes em todas as pré-candidaturas consideradas. Um dos aspectos mais relevantes trata de uma simulação qualificada de um eventual segundo turno. O Datafolha indagou aos eleitores em quem votariam se a disputa final ficasse entre as chapas de Dilma Rousseff/Michel Temer contra Marina Silva/Eduardo Campos. Nesse caso, o resultado muda de figura. A petista fica em situação de empate técnico no país (44%x42%) e perde no Sudeste (40%x44%), Norte e Centro Oeste (46%x41%).

Nesse cenário, Dilma/Temer perderia para Marina/Campos em três regiões do Brasil

Uma má notícia para Eduardo Campos é que quando ele é o candidato a presidente (e Marina Silva ocupa a vaga de vice), a vitória da dupla Dilma-Temer seria certa se a eleição fosse hoje: 46% X 37%. Mesmo assim, a vitória da petista no Sudeste não seria tão confortável. Dilma venceria por 41%x40%, ou seja, empate técnico. (FolhaPE)

Mesmo vencendo Eduardo em todos as regiões, no Sudeste, vitória seria apertada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *