“Conversinha mole”: Brasil bate a marca dos 135 mil mortos por coronavírus

Mais de 800 brasileiros perderam a vida nesta sexta-feira (18), dia em que o presidente Jair Bolsonaro afirmou que quem fica em casa é “fraco”

O Brasil segue batendo tristes marcas com relação à pandemia do coronavírus e, nesta sexta-feira (18), o país ultrapassou 135 mil mortes causadas pela Covid-19.

Segundo novo balanço do Ministério da Saúde, somente nas últimas 24 horas 858 brasileiros perderam a vida para o vírus – o que totaliza, desde o início da pandemia, 135.793 óbitos causados pela Covid-19.

O número de novas pessoas infectadas voltou a subir de ontem para hoje. Foram 39.797 novos casos confirmados da doença nas últimas 24 horas, totalizando 4.495.183 de infecções desde o início da crise sanitária, em março.

“Conversinha mole” e coisa de “fraco”

Em passagem pelo Mato Grosso nesta sexta-feira (18), após minimizar os incêndios no Pantanal que já destruíram uma área de cerca de 2,3 milhões de hectares – 15% da região -, o presidente Jair Bolsonaro disse a ruralistas que aqueles que conseguiram respeitar o isolamento e ficaram em casa durante a pandemia são “fracos”.

“Vocês não pararam durante a pandemia. Vocês não entraram na conversinha mole de fica em casa. Isso é para os fracos”, disparou o capitão da reserva a uma plateia de ruralistas em Sorriso, norte do MT.

O isolamento social e a recomendação para ficar em casa continuam sendo, segundo especialistas, as principais maneiras de se evitar o contágio do coronavírus, que já matou mais de 940 mil pessoas em todo o mundo e tirou a vida de mais de 135 mil brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *