DEM está dividido sobre pedido de impeachment de Wilson Witzel

Partido indicou o secretário de infraestrutura do Rio de Janeiro

Redação
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

 

O DEM está dividido sobre a adesão ou não a um pedido de impeachment contra o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). O partido indicou o secretário de infraestrutura do estado.

Enquanto Rodrigo Maia defende que é preciso ter cautela nesse momento, Eduardo Paes advoga pelo desembarque. A crise política do Rio tende a agravar nos próximos meses, com a combinação de um estrangulamento econômico.

O Rio tem até o dia 15 para apontar como pagará R$ 600 milhões à União. Se não, poderá ser expulso do regime de recuperação fiscal.

A decisão caberá ao presidente Jair Bolsonaro, que possui atritos diretos e troca farpas em redes sociais e entrevistas com Witzel. Com informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *