Dentro de seis meses, Abaré poderá ter o 4º prefeito

Da Redação

A instabilidade política continua tirando a tranqüilidade do município de Abaré/BA. Em apenas seis meses a cidade pode testemunhar a quarta troca na chefia do executivo. Tudo começou no mês de junho quando o TRE/BA cassou o mandato do ex-prefeito Delisio Oliveira (PMDB).

Durante quatro dias Abaré foi governada pelo atual presidente da câmara Zé de Sulina (PT). Por força de uma ordem judicial o cacique da tribo Tubalalá, Cícero Marinheiro (PSC), ganhou o direito de sentar na cadeira do prefeito – aliado de Delisio -, Marinheiro teve o prazer de devolver o cargo ao peemedebista 17 dias depois. Marinheiro conseguiu a liminar que o recolocou na prefeitura, quem pensava que a história tinha chegado ao fim se enganou.

Em setembro o TRE derrubou a liminar que mantinha Delisio no cargo e ratificou a decisão pelo seu afastamento. Com isso, o vereador Zé de Sulina assumia novamente a prefeitura com a responsabilidade de organizar eleições indiretas no prazo de 90 dias. No entanto, quando a população aguardava o pleito para escolher o seu novo gestor, surgiu o vereador Geraldo Rodrigues (PT).

Geraldo conseguiu na justiça o direito de ser o novo presidente da câmara e consecutivamente o novo prefeito do município, por enquanto, Rodrigues terá que esperar Zé de Sulina receber a notificação da justiça para se instalar no cobiçado gabinete.

Informações Neya Gonçalves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.