Dilma soma 42%, Aécio, 21%, e Campos, 15%, informa Datafolha. Nesse cenário, presidente seria reeleita no primeiro turno

ABR01072013PZB_0878
Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (12) pelo jornal “Folha de S.Paulo” indica que a presidente Dilma Rousseff (PT) teria 42% das intenções de voto e venceria no primeiro turno se a eleição fosse hoje e ela tivesse como adversários o senador Aécio Neves (PSDB) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

Nesse cenário, segundo informou o jornal, Aécio teria 21% e Campos, 15%. Votos em branco ou nulos seriam a opção de 16%, e outros 7% responderam que não saberiam em quem votar.

As candidaturas são prováveis – só serão oficializadas pelos partidos no ano que vem. A eleição de 2014 está marcada para 5 de outubro e, além de presidente, escolherá senadores, deputados federais, governadores e deputados estaduais.

O Datafolha entrevistou 2.517 eleitores em 154 municípios nesta sexta-feira (11), com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Outros cenários
Além do cenário com Dilma, Aécio e Campos, o instituto testou outros três. Em um, Dilma teria como adversários a ex-senadora Marina Silva (PSB) e Aécio Neves; em outro, o ex-governador José Serra (PSDB) e Eduardo Campos; e, no terceiro, Marina Silva e José Serra.

Nos três cenários, Dilma aparece na frente, mas não venceria no primeiro turno. Ela somaria 39% das intenções de voto contra Marina (29%) e Aécio (17%); teria 40% contra Serra (25%) e Campos (15%); e 37% contra Marina (28%) e Serra (20%). Brancos e nulos seriam 10%, 15% e 10%, respectivamente; não sabem, 5%, 6% e 5%.

N

os três cenários, Dilma aparece na frente, mas não venceria no primeiro turno. Ela somaria 39% das intenções de voto contra Marina (29%) e Aécio (17%); teria 40% contra Serra (25%) e Campos (15%); e 37% contra Marina (28%) e Serra (20%). Brancos e nulos seriam 10%, 15% e 10%, respectivamente; não sabem, 5%, 6% e 5%.

O motivo da escolha desses cenários foi a decisão anunciada na semana passada por Marina Silva de se filiar ao PSB, depois de ter negado pela Justiça Eleitoral o registro da Rede Sustentabilidade, o partido que pretende criar.

Com isso, ela e Eduardo Campos não podem mais concorrer um contra o outro na eleição de 2014. Por essa razão, a pesquisa deste sábado não pode ser comparada com as anteriores, cujos cenários são diferentes. Segundo a ex-senadora tem afirmado, o candidato do PSB será Eduardo Campos. Desta vez, ao contrário da pesquisa anterior, o Datafolha não simulou nenhum cenário com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do PT.

Segundo turno
Nas hipóteses de segundo turno, Dilma venceria qualquer um dos possíveis candidatos, de acordo com as informações do jornal sobre a pesquisa. A margem mais folgada seria numa eventual disputa contra Eduardo Campos (54% a 28%) e a mais apertada, contra Marina Silva (47% a 41%). Contra Aécio Neves, Dilma venceria por 54% a 31% e contra José Serra, por 51% a 33%.

Rejeição
Na pesquisa, o Datafolha também aferiu a taxa de rejeição dos possíveis candidatos. Nesse caso, o entrevistado respondem sobre qual candidato em que não votaria de jeito nenhum. A maior taxa de rejeição é a de José Serra (37%), seguido por Dilma (27%), Campos (25%), Aécio (24%) e Marina (17%).

Conhecimento
Em relação ao grau de conhecimento dos eventuais candidatos pelos eleitores, Eduardo Campos aparece como o menos conhecido (57% dizem conhecê-lo e 43% afirmam que não o conhecem). A maior taxa de conhecimento é a de Dilma (99%), seguida por Serra (98%), Marina (88%) e Aécio (78%).

Do G1, em Brasília

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *