Eduardo Campos voltou a comentar pesquisa

eduardo

O governador Eduardo Campos (PSB), provável candidato a presidente da República nas eleições de 2014, minimizou os resultados da nova pesquisa Ibope, divulgada nesta quinta-feira (24) pelo G1. Por meio de sua conta no Facebook, o socialista afirmou que, a um ano da eleição, as sondagens desse tipo servem para aferir tendências.

“Já participei de muitas eleições, seja como candidato seja como militante de outras candidaturas. E se tem uma coisa que eu sei sobre pesquisas de intenção de voto é que, a um ano da eleição, essas sondagens só servem mesmo é para aferir tendências”, diz o texto.

No entanto, ele ressaltou que o seu nome dobrou na preferência das pessoas. “A pesquisa do Ibope confirmou o que disse o Datafolha há uma semana, meu nome mais que dobrou na confiança das pessoas em relação à pesquisa anterior, em setembro. No Datafolha, eu tinha 8% e pulei para 15%. No Ibope, foi de 4% para 10%”, continua o gestor.

Para o governador, os números dos institutos são diferentes, pois as metodologias são diferentes, mas ele acredita que ambos “mostram que há uma clara tendência de adesão às ideias que estamos discutindo com o Brasil”. Ele colocou ainda que o que muda o País, “o que muda na verdade a vida das pessoas são as novas ideias que conquistam o sentimento da gente”.

O socialista ainda cita a ex-senadora Marina Silva (PSB-AC). “É só assim que vale a pena ganhar uma eleição. Como diz minha amiga Marina Silva, ganhar uma eleição e ficar refém de acordos espúrios, é ganhar perdendo. O único jeito de ganhar ganhando é com ideias, com apoio do povo”, afirma no texto.

Campos ainda faz uma provocação e relembra a eleição de 2006, quando disputou pela primeira vez o Governo do Estado. Ele diz: “E, para quem duvida da força das ideias, só digo uma coisa: um ano antes da eleição de 2006, quando disputei e ganhei pela primeira vez o Governo de Pernambuco, as pesquisas diziam que eu tinha apenas 3%”.

(FolhaPE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *