Ex-PM da Bahia é alvo de operação da Interpol e PF por tráfico internacional de drogas

Ex-policial é acusado de chefiar quadrilha

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

 

Um ex-policial militar da Bahia é acusado de ser um dos chefes de um grupo de tráfico internacional de drogas, alvo da Operação Olassá, deflagrada nesta quarta-feira (12) pela Interpol e Polícia Federal. O ex-PM é identificado pelo apelido Fênix.

Além dele, outros três criminosos foram identificados como Jovem, Donatelo e Gaúcho. Na segunda fase da operação 12 mandados de prisão foram expedidos para a Bahia, entre Salvador, Lauro de Freitas e Conceição do Coité, nos estados de Sergipe, Maranhão, Pará, São Paulo e Santa Catarina. Há mandados também para a Espanha e Tailândia. Além disso, há ainda outros 10 mandados de busca e apreensão.

De acordo com informações da Polícia Federal no início da tarde, oito mandados de prisão já tinham sido cumpridos, enquanto quatro estavam em aberto, sendo um em SP e três fora do Brasil. Ainda segundo a PF, o ex-policial foi preso em um condomínio de luxo em Itajaí, interior de Santa Catarina, dirigindo umc carro de luxo com valor de mercado de cerca de R$ 300 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *