Governador decreta situação de emergência para 68 municípios

Sessenta e oito municípios do Agreste de Pernambuco estão em situação de emergência por conta da estiagem. O decreto, assinado pelo governador Eduardo Campos, foi publicado no Diário Oficial da última sexta-feira (17) e tem validade de 180 dias.

Com o documento, os órgãos estaduais localizados nas áreas atingidas, e competentes para a atuação específica, devem adotar as medidas necessárias para o combate à situação de emergência, em conjunto com os órgãos municipais.

A medida foi adotada considerando a redução das chuvas nos municípios para níveis sensivelmente inferiores ao normal e por conta da queda intensificada das reservas hídricas provocada pela má distribuição pluviométrica. Também leva em conta as perdas significativas na agropecuária da região. Segundo a publicação, os moradores das áreas afetadas não têm condições satisfatórias de superar os danos e prejuízos provocados pelo evento adverso, haja vista a situação econômica desfavorável da região e cabe às autoridades contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população.

As cidades atingidas são Agrestina, Águas Belas, Alagoinha, Altinho, Angelim, Belo Jardim, Bezerros, Bom Conselho, Bom Jardim, Bonito, Brejão, Brejo da Madre de Deus, Buíque, Cachoeirinha, Caetés, Calçado, Camocim de São Félix, Canhotinho, Capoeiras, Caruaru, Casinhas, Correntes, Cumaru, Cupira, Frei Miguelinho, Garanhuns, Gravatá, Iati, Ibirajuba, Itapiba, Jataúba, João Alfredo, Jucati, Jupi, Jurema, Lagoa do Ouro, Lagoa dos Gatos, Lajedo, Limoeiro, Machados, Orobó, Palmeirina, Panelas, Paranatama, Passira, Pedra, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Salgadinho, Saloá, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Una, São Caetano, São João, São Joaquim do Monte, São Vicente Férrer, Surubim, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Terezinha, Tupanatinga, Vertente do Lério, Vertentes e Venturosa. (Diário de Pernambuco)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.