Governo da Bahia sinaliza ajuda para Curaçá

Wagner recebe solicitações do prefeito Carlinhos Brandão

Thalita Bezerra – Ação Popular

No ultimo final de semana, o prefeito do município de Curaçá, Bahia, Carlinhos Brandão (PPS) foi recebido de braços abertos pelo governador Jaques Wagner (PT) no município vizinho de Uauá durante inauguração da primeira etapa da BR 235. Na oportunidade, o gestor municipal apresentou documento solicitando ajuda urgente para a comunidade que de pronto o governador decidiu atender na medida do possível.

Procurando evitar conotações políticas partidárias, Carlinhos demonstrou civilidade. “Como representante do povo tenho que procurar resolver os problemas que afligem a todos independente de qual partido faça parte o governador ou o presidente. Para nós, o palanque foi desarrumado assim que terminou as eleições em 7 de outubro. O povo me elegeu para trabalhar e levar resultados positivos, no entanto, estou cumprindo o meu papel de gestor”, revelou.

Brandão demonstrou-se satisfeito com o comportamento do Governo do Estado. “No primeiro momento em que eu e minha equipe mantivemos contato com o governador, secretários e deputados, todos eles se mostraram interessados em atender as nossas solicitações, e isso mostra que as portas estão abertas para todos independente de qual sigla partidária faça parte. Com isso, quem ganha é o povo. Para nós o que importa é trabalhar pelo futuro de nossa gente levando melhorias”.

Carlinhos afirmou que o município sofre com suas carências, más com a boa demonstração de fé do Governo da Bahia e do Governo Federal as coisas começam a se ajustarem nesse inicio de governo como comenta. “Curaçá é um município que necessita de carinho e atenção nas áreas de educação, saúde, infraestrutura e de ampliação do sistema de energia para todas as comunidades. O que mais nos tem comovido, neste momento, é o problema da seca. A cada ano diminui o índice pluviométrico das chuvas na região, e isso tem causado grandes prejuízos ao nosso povo com a redução do rebanho, falta de oportunidade, queda na economia, desemprego, e ainda tem forçado famílias a procurarem outros centros para sobreviverem. A ajuda que nos tem chegado não é suficiente, a quantidade de carros pipas não atende a todas as necessidades. Mesmo com o município localizado nas margens do S. Francisco, os agricultores que residem em áreas de sequeiros não tem a minima condições de se manterem. Na administração anterior foram limpos os barreiros e açudes, mas a chuva foi passageira”, lamenta.

Ele conclui afirmando que tem procurado os órgãos competentes. “Mantivemos contato com o superintendente da Codevasf em Juazeiro, Emanuel Lima que se mostrou interessado em nos ajudar. Estivemos em algumas repartições do Estado a exemplo da Cerb e Car e os gestores não mediram esforços em fazer parte desta luta”.

Por sua vez, o Governador não mediu esforços. “Sabemos das necessidades dos municípios aqui na região. Muita coisa já fizemos e não podemos deixar que o povo de Curaçá sofra por falta de atenção”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.