Negada classificação livre para programa de Fátima Bernardes, na Globo

Em março, ainda durante a gestão Sérgio Moro, Ministério da Justiça classificou programa como não recomendado para menores de 10 anos após deputado bolsonarista denunciar Fátima Bernardes por apologia às drogas por participação da cantora Ludmila

Fátima Bernardes e Ludmila (Divulgação)

Comandado atualmente por André Mendonça, o Ministério da Justiça negou pedido da TV Globo para reconsiderar a mudança na classificação indicativa do programa Encontro com Fátima Bernardes, que em março, ainda sob a tutela de Sérgio Moro, definiu a atração como não recomendada para menores de 10 anos. A informação é de Mônica Bergamo na edição deste sábado (4) da Folha de S.Paulo.

A mudança, que tirou o status de classificação livre do programa, aconteceu dois meses depois que o deputado bolsonarista Otoni de Paula (PSC-RJ) entrou com notícia-crime na Polícia Federal pedindo abertura de investigação contra a apresentadora Fátima Bernardes, da TV Globo, por apologia às drogas.

No dia 23 de dezembro, a cantora Ludmila apresentou no programa matinal Encontro, apresentado por Fátima Bernardes, a música Verdinha. No ofício encaminhado pelo deputado ao diretor da PF, Maurício Valeixo, ele faz críticas a apresentadora por mostrar em horário impróprio a música que faria apologia às drogas.

Na divulgação da música, Ludmilla aparece como uma das donas de uma plantação de alface e canta “eu fiz um pé lá no meu quintal, tô vendendo a grama vendinha a um real” (assista aqui ao vídeo da cantora no programa).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *