No Maranhão, presidente do PL de Carolina é preso por atirar contra supostos adversários

Presidente do PL de Carolina foi detido e encaminhado à delegacia do município

O presidente do Partido Liberal (PL) de Carolina, município do estado Maranhão, Marcelo Câmpelo, foi preso pela Polícia Civil (PC) após atirar em supostos adversários políticos, neste domingo (2). Uma das vítimas detalhou o ocorrido.

Passageira do veículo que foi alvo dos disparos, Paloma Seixas, afirmou que Marcelo começou a atirar no veículo que era conduzido pelo cunhado da mulher, o comerciante Bruno Nusrala, que também estava acompanhado da esposa.

“Estávamos eu (no banco de trás do carro, lado esquerdo), minha irmã Larissa no banco da frente, e meu cunhado Bruno dirigindo”, disse Paloma ao G1.

Segundo Paloma, o carro passava em frente ao Comitê de um partido político quando perceberam uma caminhonete parada. Ao ultrapassar o veículo, o presidente do PL Carolina teria atirado. Além disso, ela contou que Marcelo Câmpelo chegou a perseguir o veículo por um quarteirão após o disparo.

Apesar do susto e das balas terem perfurado a lataria e o banco traseiro, o tiro não atingiu ninguém que estava no carro. A delegada de Carolina, Suênia Abrante, disse, ao G1, que Marcelo foi detido e encaminhado à delegacia do município.

No Maranhão, presidente do PL de Carolina é preso por atirar contra supostos adversários

Presidente do PL de Carolina é preso por atirar contra supostos adversários

(BNews)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.