PSB discute saída do governo Dilma

eduardo-e-dilma

Com seu projeto presidencial em franco andamento, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), desembarcou, ontem à noite, em Brasília para cumprir agendas políticas. Na sede nacional do PSB, Campos irá comandar uma reunião de avaliação com a cúpula do partido.

O vice-presidente nacional da legenda, Roberto Amaral, os deputados federais Beto Albuquerque (RS) e Julio Delgado (MG), o senador Rodrigo Rollemberg (DF) e o primeiro-secretário, Carlos Siqueira, participam do encontro, que deve tratar prioritariamente do episódio que pautou o noticiário político na última semana: o desembarque da legenda da aliança e do governo federal.

Também existe a expectativa de um encontro entre o governador e a presidente Dilma Rousseff (PT), ou mesmo com a ministra da Casa Civil, Gleise Hoffmann (PT). Desde que ganhou força a ideia de conceder ao PMDB mais espaço na Esplanada dos Ministérios, tirando Fernando Bezerra Coelho (PSB) da pasta da Integração Nacional, o PT tem externado que o próximo passo é dar um ultimato para que o governador defina sua posição.

Ficou evidente, entretanto, que a saída do PSB do ministério de Dilma ficará restrita ao cargo de Bezerra Coelho, já que o ministro da Secretaria dos Portos, Leônidas Cristino, deve permanecer como reforço ao discurso pela permanência da aliança, encampado por seus padrinhos Cid e Ciro Gomes. A agenda oficial de Campos indica que ele terá uma audiência com Cristino às 15h.

Primeiro porque a estratégia era Eduardo anunciar apenas em janeiro sua candidatura presidencial. Segundo, porque PSB e PMDB nunca tiveram o que se pode chamar de uma relação amigável. Diminuir a força do PSB antes do prazo pensado por Eduardo e ainda ver seu espaço ser entregue ao PMDB, legenda da qual o PSB vem querendo se diferenciar, desde o segundo ano da gestão Dilma Rousseff, exige uma reavaliação de posicionamento. (Bruna Serra/JC Online)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *