Aécio: Dilma deu “boas-vindas” às privatizações

O senador mineiro e provável candidato a presidente da República no próximo ano, Aécio Neves (PSDB), deu hoje as “boas-vindas” à presidente Dilma Rousseff (PT) no que chamou de “mundo das privatizações”, fazendo uma referência ao leilão do pré-sal no Campo de Libra. Aécio disse, da tribuna do Senado, que o leilão foi um “fracasso” e que vai custar “muito caro” ao Brasil no futuro. As informações são da Folha de S. Paulo.

Ele afirmou: “Não seria favor algum o governo do PT poder orgulhar-se de dizer que fez a maior privatização de toda a história brasileira. Mas o fez com atraso, com enorme atraso, que custou muito caro ao Brasil”.

O tucano disse que a participação de apenas um consórcio no leilão mostra que a “joia da coroa” e o “bilhete premiado” do pré-sal agora pertence a empresas privadas. Ele também declarou que não contesta isso, que “era o caminho natural”. “Mas eu tenho que saudar desta tribuna a conversão tão rápida do PT às privatizações”, disse.

Aécio criticou a mudança do modelo de concessões do petróleo para o de partilha, o que segundo ele vai trazer prejuízos ao País. Ele apresentou números para tentar comprovar que, entre 2007 e 2012, o País ficou “paralisado” no setor petrolífero.

O senador Francisco Dornelles (PP-RJ), aliado de Dilma, criticou o modelo de partilha adotado pelo governo no leilão.
Já o líder do PT no Senado, Wellington Dias (PI), subiu à tribuna para rebater Aécio depois que o tucano já havia deixado o plenário. O senador disse que, ao contrário do que afirma a oposição, o leilão do pré-sal foi um sucesso para o governo. Dias ainda afirmou que o modelo de privatização foi adotado na gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), e não pelo PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *