Otto condiciona recusa de Silveira ao cargo de líder do governo a candidatura de Pacheco

Por Anderson Ramos / Gabriel Lopes / Mauricio Leiro

A indecisão com a candidatura à presidência do senador Rodrigo Pacheco (PSD) (veja mais) pode ter um desfecho. Para o senador Otto Alencar (PSD), a confirmação passa pela decisão de Alexandre da Silveira (PSD-MG) em ser ou não líder do governo no Congresso. Otto revelou também que o diálogo com o presidente nacional Gilberto Kassab está suspenso por conta da infecção por Covid.

“Vou procurar ele para conversar sobre o assunto, mas se por acaso Alexandre Silveira for para o governo Bolsonaro como líder, na minha opinião o Pacheco não é mais candidato porque o Alexandre vai ser líder de alguém que é candidato a presidente tanto quanto Pacheco. Aí acabou a candidatura de Pacheco. E nesse caso fica muito complicado dentro do PSD, porque nós somos independentes e os senadores não aceitam”, comentou.

O senador Angelo Coronel já havia sinalizado para a expectativa para que a candidatura de Pacheco vingasse. “Temos o Rodrigo Pacheco, estamos aguardando a evolução, se cada partido tiver seu candidato, temos que ter o nome nos estados”, apontou. Além disso, Coronel reforçou que, apesar da boa relação e aliança com o PT na Bahia, o partido teria que “ceder palanque para o senador [Pacheco]”. (BN)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.