Polêmica entre os vereadores Anderson e Florêncio por causa da transferência da sede da Receita Federal para Petrolina

Da Redação

Durante a sessão ordinária da Câmara de Juazeiro nesta terça-feira (14), o vereador Anderson da Iluminação (PP) usou da palavra na tribuna solicitando à Mesa Diretora que fosse encaminhado documento ao Ministério da Fazenda solicitando explicações sobre o fechamento da agencia da Receita Federal na cidade. De acordo informações, a agência será transferida para a cidade vizinha de Petrolina. “Queremos saber porque mexer com a nossa Receita Federal aqui na cidade. É mais uma coisa injustiça com Juazeiro e região que necessitam dos serviços, e se o governo que tirar daqui e colocar na cidade vizinha que se construa uma nova sede. Agora uma cidade como Juazeiro que tem 140 anos  ficar sem a agência é complicado”, lamentou.

Anderson da iluminação

“Torço muito que o governo Bolsonaro der certo, tem coisa do governo que sou favorável, me considero um político de direita, ainda assim, fiquei sabendo que a agencia do INSS irá para Petrolina. Espero que não seja questões políticas”, destacou.

Florêncio Galdino

O vereador Florêncio Galdino (PDT) usou a parte quando fez discurso colocando na vala a reputação dos políticos do município causando revolta em Anderson. “Juazeiro há mais de 30 anos   tem uma sede da Receita Federal e nós políticos de Juazeiro fomos incompetentes. A  Receita funciona aqui num cubículo e nós políticos de toda esta geração não se preocupamos com isso. Com a redução de sedes em todo o país, eles iriam deixar de transferir para uma sede daquela ou deixar em um cubículo de Juazeiro funcionando?  É um ônus que nós políticos temos que assumir, está indo pra lá porque fomos incompetentes, os deputado federais que passaram por aqui não lutaram para construir uma sede descente”, detonou Florêncio Galdino.

“Ser incompetente dói muito vereador. Vossa Excelência foi desonesto com seus parceiros de câmara, e com muitos políticos. Não tem mais a parte… não concordo com sua parte, o senhor foi muito infeliz”, disparou Anderson revoltado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *