TCE está de olho na licitação de R$ 1 milhão em Bom Conselho

Do Blog de Jamildo — O blog revelou, em primeira mão nesta quinta-feira (12), uma publicação no Diário Oficial que apontava pagamento de cachês para cantores no valor total de R$ 1.120.000,00 com verbas do Fundo Municipal de Educação de Bom Conselho.

O maior cachê iria para o cantor João Gomes, por R$ 350 mil. Além do ícone do piseiro, a dupla César Menotti e Fabiano foi contemplada com cachê de R$ 200 mil, Priscila Senna com R$ 120 mil, Marcinho Sensação com R$ 200 mil, a VF Shows Produções LTDA, do cantor Vitor Fernandes e Banda, com R$ 200 mil e a Sim Serviços de Organização de festas, eventos e formatura LTDA, do Luka Bass, com R$ 50 mil.

A matéria viralizou nas redes sociais e, no mesmo dia, a Prefeitura mandou nota ao Blog, negando o uso de recursos da educação. A coluna Cena Política, em tempo, apontou que uma escola no município corre risco de desabamento. Pois bem.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) também detectou indícios de supostas irregularidades no ato da Prefeitura de Bom Conselho.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) detectou indícios de supostas irregularidades no ato da Prefeitura de Bom Conselho

A relatora da contas, Teresa Duere, notificou a secretária municipal de Educação para prestar esclarecimentos sobre a publicação, no prazo de cinco dias.

O TCE considerou que, pela publicação feita pelo Município, há indícios de uso de recursos da educação para pagar os artistas. O próprio TCE mencionou, no ofício, que a contratação estaria sendo feita pelo “Fundo Municipal de Educação”, confirmando a apuração inicial do Blog.

O ofício do TCE, requisitando explicações, já foi recebido na Prefeitura de Bom Conselho.

Ontem, o colunista Igor Maciel lembrou bem que, meses atrás, o mesmo TCE alertou a mesma Prefeitura de Bom Conselho sobre o risco de desabamento de uma escola municipal da cidade.

Valores elevados para shows, com dinheiro da educação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.