Ministro alemão comete suicídio após manifestar “profunda preocupação” com coronavírus

Thomas Schaefer era responsável pelas finanças de Hesse, principal estado financeiro da Alemanha

Reprodução

Thomas Schaefer, ministro das Finanças de Hesse, na Alemanha, cometeu suicídio após manifestar “profunda preocupação” com a crise do coronavírus no país. A morte foi anunciada neste domingo (29) pelo primeiro-ministro do estado alemão, Volker Bouffier. A informação é da agência AFP.

O ministro, que tinha 54 anos e dois filhos, foi encontrado morto no sábado perto de uma via férrea. O Ministério Público de Wiesbaden indicou que prioriza a hipótese de suicídio.

Schaefer era ministro das Finanças há 10 anos na região, que também engloba Frankfurt, centro financeiro da Alemanha e sede do Banco Central Europeu.

Ainda de acordo com Bouffier, Schaefer trabalhava “dia e noite” para ajudar as empresas e funcionários a adaptar-se aos impactos econômicos da pandemia. O primeiro-ministro do estado disse estar “em estado de choque”.

“Hoje podemos dizer que estava profundamente preocupado”, completou o governante, aliado da chanceler Angela Merkel e membro do partido CDU, assim como Schaefer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *