Pedido de impeachment contra Augusto Aras é protocolado no Senado

[Pedido de impeachment contra Augusto Aras é protocolado no Senado]

Um pedido de impeachment contra o procurador-geral da República, Augusto Aras, foi protocolado nesta terça-feira pelo jurista Modesto Carvalhosa. A peça é assinada também pelo desembargador aposentado Laercio Laurelli e pelo advogado Luís Carlos Crema.

Eles acusam Aras de proferir “declarações que não apenas comprometem a sua reputação e a isenção para ocupar o cargo de chefe da Procuradoria-Geral da República, bem como, ao desferir acusações, à Força-Tarefa da Lava Jato – sem provas, como se verá adiante -, notadamente, aos membros do Ministério Público Federal, incorreu na prática de crime de responsabilidade em face de proceder de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo”.

“As declarações do procurador-geral da República feriram de morte os doze princípios que devem ser seguidos pelos agentes públicos e militaram dolosamente em desfavor da sociedade – vez que é função do Ministério Público a defesa do interesse público.”

Além do fato de que o discurso de Aras se alinhou exatamente ao proferido pelos investigados, réus e condenados no esquema do petrolão. Para a turma do Prerrogativas, Lula, o chefe do maior esquema de corrupção do planeta, foi condenado sem provas.

No documento, Carvalhosa ressalta que Aras não apresentou qualquer prova das acusações levianas que fez contra a Lava Jato. Por isso, requer que a Mesa do Senado receba a denúncia, determine sua leitura no expediente da sessão seguinte e a envie para a Comissão Especial eleita para analisar a procedência. E, a partir, daí, intime Aras a se manifestar sobre as acusações. E que o Senado “processe e julgue os crimes de responsabilidade do PGR”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *