Respiradores testados em porcos

O Tribunal de Contas do Estado concedeu, ontem, mais 15 dias de prazo para que a Prefeitura do Recife apresente sua defesa quanto à compra ilegal de respiradores testados em porcos e não aprovados pela Anvisa. A elasticidade foi autorizada pelo conselheiro Carlos Neves, nomeado pelo governador Paulo Câmara, ex-advogado dos imbróglios jurídicos do PSB, mesmo partido com o poder da caneta na Prefeitura da capital.

Apesar de a Gerência de Contas da Capital já ter concluído a auditoria desde 26 de junho e dos envolvidos terem sido notificados para apresentar defesa até 29 de julho, o diretor Financeiro, Felipe Soares Bittencourt, não apresentou suas alegações tempestivamente, solicitando adiamento do prazo, concedido pelo relator, conselheiro Carlos Neves. Não sabe o nobre conselheiro que o povo cansou e exige mais transparência no caso, um soco no estômago de todos nós. (Magno Martins)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *