Brasil encara Venezuela na Arena Fonte Nova pela segunda rodada da Copa América

A seleção brasileira vai reencontrar a torcida baiana na Arena Fonte Nova na noite desta terça-feira (18), às 21h30, para o desafio contra a Venezuela, pela segunda rodada do Grupo A da Copa América. Após as vaias na gelada São Paulo diante da Bolívia, Tite e companhia esperam ter um apoio caloroso na terra do axé.

 

“A gente sempre tem que ter uma expectativa positiva, mas temos que estar preparados para não ter também. A Bahia tem um histórico de apoio, mas também pode ficar chateada, como foi quando não convocaram o Charles”, comentou o treinador.

 

O baiano da vez é Daniel Alves e além de fazer parte do elenco do time Canarinho, a faixa de capitão está com ele. Se sentindo em casa por carregar uma passagem marcante pelo Bahia na carreira, o lateral não escondeu a felicidade de voltar à terrinha e já foi logo o primeiro do selecionado a conceder entrevista coletiva sempre a sua marca registrada, o bom humor, pedindo ingressos para levar a família.

 

“Estou precisando de uns 50 ingressos (risos). Só comprei 50, é muita demanda. Mas é prazeroso. Aqui é onde tudo começou e quando eu volto eu sinto uma coisa diferente, um alívio de ter feito o que tinha sonhado. Quando eu volto é para comemorar. O filho da terra foi, voltou e continua fazendo”, celebrou.

 

Para o segundo compromisso na Copa América, o Brasil poderá ter a volta do meio-campista Artur, desfalque na estreia. Recuperado de lesão, ele deve retornar no lugar de Fernandinho. Porém, Tite escondeu o jogo e fez mistério na escalação para dificultar a vida do adversário. Outra mudança também seria a entrada de Everton no lugar de David Neres.

 

“Vai jogar o Neres ou o Cebolinha? Vai jogar Fernandinho? Vai ser o Firmino? Nós também trabalhamos e não vamos facilitar o trabalho do outro lado”, disse.

 

O Brasil lidera o Grupo A com três pontos. Peru e Venezuela aparecem, respectivamente, no segundo e terceiro lugares, com um ponto. Enquanto a Bolívia fecha a tabela na última colocação ainda sem pontuar.

 

VENEZUELA
A Venezuela vem de empate sem gols contra o Peru no seu primeiro jogo pela Copa América. Não foi uma vitória, a igualdade no placar com um jogador a menos, após a expulsão de Mago, deixou os venezuelanos confiantes em aprontar para cima do Brasil na Fonte Nova.

 

“Estamos motivados para disputar a competição. O Brasil é uma seleção muito difícil, mas assim como eles têm jogadores que podem nos provocar danos, nós temos atletas para ganhar deles”, declarou o atacante Soteldo, que atua no Santos.

 

Depois do jogo contra os peruanos, o técnico Rafael Dudamel pregou cautela ao dizer ser loucura jogar de igual para igual com o Brasil. No entanto, nesta segunda (17), ele destacou a evolução dos jogadores do país taticamente e o reconhecimento no cenário internacional.

 

“Há um reconhecimento grande oriundo de outros países aos nossos jogadores e isso se deve a uma boa direção, bom treinamento e o bom desempenho que nosso time tem tido em competições. Mas vamos levar em consideração o fato da nossa seleção ser mais respeitada. Percebemos que as atuações tem melhorado. Há muitos estilos tanto no ponto de vista técnico, como o tático”, afirmou.

 

FICHA TÉCNICA
Brasil x Venezuela
Copa América – 2ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 18/06/2019 (terça-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Julio Bascuñán (CHI)
Auxiliares: Christian Schiemann e Claudio Rios (ambos do Chile)
VAR: Roberto Tobar(CHI), auxiliado por Fernando Rapallini (ARG) e Alexander Guzman (COL)

 

Brasil: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Casemiro e Arthur; David Neres, Coutinho e Richarlison; Firmino. Técnico: Tite

 

Venezuela: Lampe, Diego Bejarano, Haquin, Jusino e Marvin Bejarano; Justiniano, Saucedo, Castro e Fernández; Vaca e Marcelo Moreno. Técnico: Rafael Dudamel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *