‘Chamei de coronel, e não de soldado’, desabafa Gonzaga

Gonzaga Patriota

Da Redação

Depois da grande repercussão sobre as declarações do deputado federal, Gonzaga Patriota (PSB/PE), em chamar o governador Eduardo Campos de ‘coronel’ – de acordo destaques do Blog Magno Martins –, e de declarações do próprio deputado na ultima sexta-feira (9) durante coletiva à imprensa no lançamento de construção de uma das UPAS em Petrolina, as coisas parecem que não andam nada boas para o seu lado.

Segundo matéria produzida por sua assessoria, afirma que suas idéias foram distorcidas em textos compartilhados na internet, que foram retirados de um artigo de sua autoria, ainda incompleto, e supostamente publicados no circular paraibano Folha do Sertão, em novembro deste ano. “Eu nunca faria críticas ao governador. Sou ‘seu cabra’ e aliado”, assegurou.

Em um outro trecho, o deputado fez lembrar o ex-ministro do trabalho e emprego, Carlos Lupi quando fez criticas à imprensa, e que num gesto lapso de romantismo, disse: ‘Dilma, eu te amo!’, que por sua vez, rebateu a ironia: “Tenho 63 anos de idade, o meu tempo de adolescente romântica acabou!”.

Para o deputado, Eduardo Campos é, de fato, um coronel. “Um coronel moderno, no bom sentido. Ele fez grandes alianças com a oposição no Brasil”, disse. “Entenderam errado as minhas palavras. O contexto era outro e a idéia foi distorcida’.

Ele conclui afirmando que o artigo na sua forma original e íntegra seria, na verdade, um “grande elogio” feito ao socialista.

De acordo o programa Nossa Voz, Rádio Grande Rio FM, datado de 12/12, estas foram essas as considerações feitas pelo deputado durante coletiva na sexta-feira (9): “Eu elogio Eduardo Campos todos os dias, se eu estivesse chamado ele de soldado era ruim, mas chamei de coronel que é coisa grande, Eduardo é um grande Coronel, grande Marechal, grande Governador”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *