Gadelha une PDT, PSol e PV

Uma articulação em pleno andamento nos bastidores com vistas a dar sustentação ao deputado Túlio Gadelha, como candidato a prefeito do Recife pelo PDT, aponta que os partidos Rede, PV e PSol respaldarão o seu palanque numa aliança de esquerda. As chances de se concretizar são amplas.

Concretizada, a coligação poderá apresentar um diferencial para Gadelha na briga pelo poder municipal: o único postulante a contar com dois presidenciáveis na campanha: Ciro Gomes, do PDT, e Marina Silva, da Rede. As articulações de Gadelha não se restringem, no entanto, ao plano nacional.

Em silêncio, o jovem político tem filiado lideranças populares importantes no PDT no Recife, como Adriana Rocha, ex-Rede, que disputou o Senado nas eleições de 2018; o líder Pedro Josephi, que tem trabalho destacado na área dos transportes; e a ex-petista Silvia Siqueira Campos, que disputou mandato na Alepe. Quando botar o bloco na rua, pesos-pesados baterão à sua porta.

Aval do partido – No Recife, o deputado Túlio Gadelha (PDT) foi uma das gratas surpresas nas eleições de 2018. Obteve mais de 25 mil votos dos 75 mil no Estado. Com apenas 31 anos, é visto como um nome diferenciado para concorrer à Prefeitura, projeto já abraçado pelo presidente nacional do partido, Carlos Lupi, e o presidenciável Ciro Gomes. Segmentos do PT também flertam com ele. (Magno Martins)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *