Bolsonaro detestava Augusto Nunes, hoje ele ama, diz Gustavo Bebianno

O ex-ministro afirma ainda que Augusto Nunes e Cláudio Dantas, do site O Antagonista, foram convidados por ele para comandar a Secretaria de Comunicação do governo. Porém, ambos teriam recusado a oferta de Bolsonaro

Augusto Nunes e Bolsonaro (Reprodução)

Na entrevista que deu ao jornalista Fabio Pannunzio, no canal do Youtube Giramundo, o ex-ministro Gustavo Bebianno disse que Jair Bolsonaro “detestava” o colunista da Veja e da Jovem Pan, Augusto Nunes.

“Eu promovi uma aproximação entre os dois e hoje ele ama o Augusto”, disse o ex-ministro, segundo informações antecipadas pela coluna de Mônica Bergamo, na edição desta quinta-feira (21) da Folha de S.Paulo.

Bebianno afirma ainda que Augusto Nunes chegou a ser sondado por ele para comandar a Secretaria de Comunicação do governo. Cláudio Dantas, do site O Antagonista, também teria sido convidado para o cargo. Porém, ambos teriam recusado a oferta de Bolsonaro.

Moro
Em trecho que já foi ao ar da entrevista, Bebianno afirmou que o ex-juiz, Sergio Moro, teve “5 ou 6” contatos com Paulo Guedes antes do segundo turno das eleições e teria afirmado sua disposição em assumir um ministério em um provável governo Jair Bolsonaro (assista ao vídeo).

“O Paulo Guedes estava na sala, me puxa, me chama e diz assim: Bebianno eu quero conversar com você aqui um negócio importante. E foi a primeira vez que o Paulo Guedes mencionou que estava conversando com o Sergio Moro. Ele me contou que já tinha tido 5 ou 6 conversas com o Sergio Moro e que o Sergio Moro estaria disposto a abandonar a magistratura e aceitar esse desafio como ministro da Justiça”, diz Bebianno, que afirma ainda que está escrevendo um livro sobre os bastidores da campanha de Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *